(51) 3395 1166 | (51) 3395 2400

 

Novidades

Tenho manchas escuras na face que me incomodam muito!

Manchas escuras na face são muito frequentes. A cada dia, aumenta o número de pessoas que se queixam desse problema durante a consulta. “A grande maioria dessas manchas se encaixam em dois grupos: o melasma ou cloasma, e as efélides ou lentigos,  que surgem pela exposição ao sol desde a infância”, explica Hugo Weiss dermatologista. Vamos analisá-las separadamente. 

Manchas escuras no rosto | Clínica Weiss | Hugo Weiss Dermatologia

Melasma ou Cloasma

Em algumas regiões, essas manchas também são chamadas de “mancha gravídica”. São muito mais frequentes nas mulheres e geralmente aparecem após os 25 anos de idade.


Mulheres que estejam usando anticoncepcional, que tenham passado por uma gestação ou que estejam fazendo tratamento de reposição hormonal estão mais sujeitas a apresentar o quadro. Além disso, cosméticos que contenham derivado de petróleo ou drogas fotossensibilizantes também podem agravar a situação.

No entanto, a natureza do surgimento do melasma é tão complexa que mesmo mulheres que não se enquadram nos perfis descritos acima podem apresentar as manchas. Tanto é que o melasma pode, aliás, se manifestar também em homens.
O fator mais importante e decisivo no aparecimento desse tipo de mancha é o sol. As células chamadas melanócitos começam a apresentar “distúrbio de comportamento” e, sob a ação da radiação ultravioleta, desencadeia e piora a aparência da mancha.
O seu dermatologista pode classificar os diferentes tipos existentes de melasma, muito importante para saber como a sua pele vai responder aos tratamentos indicados. O uso de fotoprotetor é fundamental no tratamento, sem economizar na dose e reaplicando 2 a3 vezes durante o dia.
Além das fórmulas tradicionais, usadas à noite, hoje temos o acréscimo da tecnologia à laser como tratamento. O procedimento é demorado, os resultados são imprevisíveis e exigem muita dedicação. 

Fotoenvelhecimento, lentigos e efélides (sardas):


Determinadas pela exposição crônica ao sol e pelo descuido na aplicação de filtro solar, essas manchas costumam aparecer a partir da terceira década da vida. Pessoas de pele muito clara podem ter sardas desde a infância. Seu tratamento pode ser feito a base de peelings químicos, e uso de fórmulas específicas, mas o resultado mais eficaz é conseguido com o uso da Luz Intensa Pulsada ou o Laser Fracionado de CO2.
A remoção dessas manchas apresenta um resultado estético muito importante, deixando a pele com coloração e textura mais uniforme, com aspecto mais viçoso e jovem. É fundamental usar um filtro solar adequado para o tipo de pele, pela manhã e ao meio dia, e expor-se de forma correta ao sol. E se você é fumante, aproveite e abandone esse hábito inadequado para pele e à saúde humana.


Clínica Weiss | Hugo Weiss Dermatologista


ESCLARECIMENTOS IMPORTANTES: É importante ficar bem claro que a medicina não é uma ciência exata, e que os resultados podem variar, dependendo da região tratada, do tipo de pele, do tratamento empregado, do seu engajamento nos cuidados indicados e nas suas expectativas. Nós lhe garantimos que está consultando dermatologistas qualificados, com equipamentos e treinamento de ponta, que farão o possível para obter o melhor resultado. Informamos que as fotos utilizadas no site são meramente ilustrativas e fornecidas pelos fabricantes dos equipamentos.