(51) 3395 1166 | (51) 3395 2400

 

Novidades

Colágeno é bom para a pele e para a flacidez?

Estamos percebendo uma verdadeira “febre” de lançamentos e de marcas de produtos à base de colágeno. São consumidos na forma de balas, sucos, pós ou shakes. Isso provavelmente deve-se à liberação, pelo FDA e pela ANVISA do colágeno como suplemento alimentar.
As promessas são fantásticas e milagrosas, e vão desde a melhora da artrite até deixar a sua pele e bumbum durinhos.

Nem todo modismo é bom e saudável

Como sempre, o seu humano, mesmo sendo inteligente, adora acreditar em soluções miraculosas. É como se de repente parasse de analisar os fatos. Óbvio que, se um produto fizesse isso tudo, já estaria patenteado por grandes corporações e vendido por milhares de reais.

Afinal, o que é o colágeno?

O colágeno é uma proteína, presente em todos os órgãos do nosso corpo, em graus variáveis. Existem doze tipo de colágeno, com predomínio de um ou mais tipos em cada órgão. Como todas as proteínas, é formado por aminoácidos, que, reunidos, formam o todo, que é a molécula proteica. Dessa forma, ao ser ingerido, o colágeno é quebrado em suas unidades de aminoácidos para poder ser absorvido no tubo digestivo. Após a sua absorção, esses aminoácidos serão utilizados das formas mais variadas possíveis, não necessariamente formando colágeno. Além disso, se não forem utilizados, são armazenados sob a forma de gordura.
O organismo produz o seu próprio colágeno, e numa mesma área, como a pele, temos mais de um tipo de colágeno.

E o que podemos fazer para melhorar a produção do colágeno?

A sua alimentação, se equilibrada, providenciará todos os aminoácidos que o seu organismo necessita. Se você não come carne ou outro alimento de origem animal, aposte nos feijões, incluindo a soja. Caso contrário, um bife pequeno já lhe fornecerá toda a proteína que necessita. Isso é muito melhor que tomar um pó ou cápsulas de origem não esclarecida. Mas o nosso corpo não vive só de proteínas. Ele necessita de vitaminas, micronutrientes, alimentação balanceada, exercícios físicos e muita, muita água!
Na Clínica, quando realizamos procedimentos para rejuvenescimento e para firmar a pele, nunca esquecemos da importância da vitamina C, do zinco e do silício, só para citar os mais importantes.
Uma visita ao nutrólogo ou nutricionista poderá lhe ajudar muito, orientando no equilíbrio da dieta e suplementação das necessidades diárias.

Ou seja, não existe “pó mágico” para deixar a sua pele com aspecto saudável, mais elástica ou que substitua uma dieta saudável e exercícios físicos, diz Hugo Weiss dermatologista.


ESCLARECIMENTOS IMPORTANTES: É importante ficar bem claro que a medicina não é uma ciência exata, e que os resultados podem variar, dependendo da região tratada, do tipo de pele, do tratamento empregado, do seu engajamento nos cuidados indicados e nas suas expectativas. Nós lhe garantimos que está consultando dermatologistas qualificados, com equipamentos e treinamento de ponta, que farão o possível para obter o melhor resultado. Informamos que as fotos utilizadas no site são meramente ilustrativas e fornecidas pelos fabricantes dos equipamentos.